Mixtape.
Aliquam lorem ante, dapibus in, viverra quis, feugiat a, tellus. Phasellus viverra nulla ut metus varius laoreet quisque rutrum.

Instagram

Levels Sunset/Destaques /Backstage: a história da Levels contada pelos cliques de Juliano Conci

Blog

Levels 5 Anos

Backstage: a história da Levels contada pelos cliques de Juliano Conci

Luz, câmera e coração! Como é bom ir naquela festa que você tanto aguardava e, alguns dias depois, quando restam apenas algumas memórias mais vagas, surgem as fotos oficiais! Graças ao olhar sensível e apurado dos fotógrafos, dá para sentir a atmosfera presente no evento através das imagens, é possível ouvir a música sem mesmo ter som e sentir aquele arrepio na pele sem nem ser tocado. Aqui na Levels podemos contar na maioria dos eventos com o talento e o profissionalismo sem igual do fotógrafo Juliano Conci

Responsável em eternizar momentos que só a nossa pistinha é capaz de proporcionar. Nesta edição da coluna Backstage, após a participação de Beto, Thobias Wolff, Seu Cláudio e Mauro, convidamos Conci para contar um pouco mais sobre seu trabalho nas edições da Levels. Um bate-papo para resgatar algumas boas lembranças e conhecê-lo um pouco mais!

Juliano Conci:

Juliano Conci e Cris na Levels

Juliano Conci e, sua namorada, Cristiane Costaneski no Levels Minfestival

 

Olá, Juliano! Tudo bem? Vamos começar falando um pouco sobre você? Ainda se lembra quando foi que você decidiu mergulhar fundo no mundo da fotografia?

Olá, tudo ótimo! Obrigado pelo convite. É sempre difícil falar sobre mim… sou muito curioso e conheci música eletrônica por conta disso depois de encontrar alguns discos perdidos e um flyer da festa Fulltronic em um ônibus. Passei a pesquisar quem eram aqueles nomes e de onde vinha aquela sonoridade, frequentei festas raves e sempre fazia fotos dos meus amigos e de cenas que eram do meu interesse, sem pretensão alguma de ser fotógrafo.

Certa vez, em uma Reunion, fui convidado por um portal do Rio Grande do Sul a postar minhas fotos do evento, tive um feedback super positivo das pessoas e resolvi que podia investir nisso, já sendo um apaixonado por festas e querendo conhecer o staff. Daí em diante a história é longa e continua em construção.

Quais foram os principais motivos que te fizeram a acreditar na carreira?

Sem dúvidas o feedback das pessoas. Cada vez que eu recebia um comentário positivo ficava animado. Somou-se isso a paixão pela fotografia e aqui estamos hoje!

Principais dificuldades que você enfrentou no início da carreira?

Acho que o principal ponto foi ser levado a sério e valorizado financeiramente pelo trabalho realizado. Na verdade até hoje o fotógrafo muitas vezes é deixado por último.

Hyenah no picnic Eletrônico

Hyenah no picnic Eletrônico. Foto por: Juliano Conci.

E a primeira vez que fotografou um evento da Levels, ainda está fresca na memória? Quais foram suas primeiras impressões?  

Lembro bem! Minha primeira Levels DJ Glen era o headliner e, se não me engano, foi a primeira edição na Marina Navegantes São João. Fui a passeio apenas para conhecer, pois tinha um trabalho a noite em um club. Acabou que no fim me emocionei de ver tantos amigos reunidos, música boa e gente bonita. Depois de conversar com o fotógrafo que estava lá trabalhando, peguei minha câmera, fiz um monte de fotos sem flash (porque seria mais pra registro pessoal), mas acabaram publicando meus cliques também.

Você já registrou algum momento engraçado na Levels que poderia compartilhar com a gente? 

Nossa, realmente foram muitos momentos… um que me marcou muito foi quando uma amiga foi de salto para a festa, quis tirar, mas não tinha um chinelo. Um amigo então construiu um chinelo “ecológico” com duas garrafas de água mineral, com direito a tiras e tudo! [risos]

Quais dos nossos eventos você mais curtiu fotografar? Tem alguma foto preferida para compartilhar?

Todas, sem exceção, mas a primeira vinda do Rodriguez Jr. foi realmente inesquecível. Era um domingo super ensolarado, com o pôr do sol acontecendo nas costas do DJ durante boa parte do set, a vibe da pista e a interação dele com o público foi algo mágico.

A Levels Club com o Traumer também foi bem especial. Seria difícil escolher apenas uma foto preferida, então deixo alguns registros que gosto muito:

Floyd Lavine na Levels 5 Anos

Levels 5 Anos com estrutura especial. Foto por: Juliano Conci.

Na sua visão, o que a Levels tem de diferente em relação as outras festas que você trabalha?

A preocupação visual, a cada evento sempre uma decoração diferente, um layout novo. Acho que isso faz a diferença pra galera que tá na pista.

Quais os momentos mais especiais que fotografar na Levels já te proporcionou? Conheceu alguma pessoa especial? Já viu algum artista que estava na sua bucketlist…?

Um momento bem especial foi ter visto o Kaká Franco “em casa”. Conheci muitas pessoas especiais e algumas delas são grandes amigos hoje em dia. Dentre as atrações que já passaram a maioria sempre quis muito ver.

Para finalizar: um fotógrafo de eventos também pesquisa referências? Como é sua rotina no “backstage” da profissão?

Um fotógrafo de qualquer segmento precisa e deve pesquisar muito sempre, treinar o olhar e não apenas se preocupar com equipamentos e edição. Registrar momentos únicos precisa de bastante estudo. Para fotografar música eletrônica precisa curtir a música e pesquisar sobre ela também. Minha rotina é sempre pesquisando sobre fotografia e música.

Obrigado pelo espaço, galera!

Eli Iwasa na Levels

Burn Residency Showcase 2018. Foto por: Juliano Conci.

Written By: Levels Sunset

No Comments

Leave a Reply